Adaptação escolar

06/03/2017 11:15:23
Foto: Divulgação

As aulas começaram e uma das maiores preocupações dos pais e responsáveis é em relação à adaptação das crianças na escola. Afinal, estar adaptado ao meio é parte fundamental no processo de aprendizado dos pequenos. Uma criança adaptada não apresenta históricos de choro, insegurança ou queixas e consegue permanecer no ambiente com os colegas e professores. Além disso, consegue contar com tranquilidade como foi seu dia quando perguntada.

Segundo explica a psicopedagoga, especialista em educação especial e em gestão escolar, Ana Regina Caminha Braga, os responsáveis podem contribuir na adaptação dos filhos ao compreender as reações e atitudes que eles têm ao chegar à escola e encontrar a professora e os colegas. “É importante que os pais estejam atentos e transmitam segurança aos seus filhos neste momento, caso contrário, pode haver uma resistência em ficar sozinho e participar das atividades sugeridas na escola”, comenta.

Para Ana Regina, os pais e responsáveis devem estar atentos às reações diárias da criança. O primeiro passo é conversar com a criança e entender o que ela passa de sentimentos sobres os dias na escola. Caso ela revele alguma queixa, é válido conversar com a equipe pedagógica e verificar como isso pode ser resolvido. Se o problema não for resolvido ou a criança ainda assim não conseguir se adaptar ao ambiente, pode-se considerar a necessidade da mudança de escola. No entanto, a educadora alerta que tal decisão deve ser tomada com cuidado.

“A mudança de escola deve ser pensada com cautela. Todo o contexto deve ser analisado antes da tomada de decisão, pois se a criança já estabeleceu algum vínculo, por menor que seja, é preciso uma reflexão anterior. Antes de matricular os pequenos na escola, é relevante que os pais ou responsáveis considerarem a metodologia e filosofia da instituição, se ela está de acordo com o que a família procura neste momento educacional para os seus filhos, evitando ao máximo essa troca brusca de ambiente”, finaliza a especialista.

MEU RELATO

Nosso filho Gustavo trocou recentemente de escolinha. Felizmente, a adaptação não poderia ter sido melhor. No primeiro dia, ele ficou uma hora, enquanto eu aguardei na secretaria do educandário – apenas por formalidade, porque ele já ficou super à vontade sem a minha presença. Difícil mesmo foi convencê-lo a ir embora (rsrsrs). Na manhã seguinte, ficou duas horas sozinho e, na outra semana, já começou o turno integral.

Além da infraestrutura e das educadoras da Criança & Cia serem maravilhosos, acredito que o fato de nosso menino frequentar escolinha desde bebê tenha sido determinante para sua adaptação. Ele está acostumado a interagir com outras crianças e conviver com as profes. Em um ambiente onde tudo parece ser mágico, com uma equipe muito bem preparada para amparar os pequenos, o resultado não poderia ser outro: Gustavo está em casa desde o primeiro dia!

Postado por MICHELLE TREICHEL- michelle@gazetadosul.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações