Últimas do basquete - atualizado em 08/02/2017

08/02/2017 11:11:31
Foto: Globoesporte.com

Candidato à presidência da CBB, Guy não vai assinar termo pedido pela Fiba
Na última sexta-feira, dia 3, a cúpula do basquete e do esporte brasileiro sentou-se à mesa com a Federação Internacional da modalidade em busca de uma solução para o impasse que suspendeu desde novembro a Confederação Brasileira de Basketball (CBB). Após a conversa, o impedimento brasileiro seguiu e a Fiba enviou aos membros da comitiva nacional um termo de compromisso visando a cooperação futura e acompanhamento por parte da entidade junto à CBB após a eleição marcada para o dia 10 de março. Candidato à presidência da Confederação pela Chapa Transparência, Guy Peixoto mostrou-se reticente quando ao documento e garantiu que não o assinará. Nesta terça-feira, 7, membros do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Ministério do Esporte, CBB e Liga Nacional de Basquete se reuniram para tratar justamente dessa questão. A conversa também contou com Amarildo Rosa, outro candidato pela Chapa Bola na Cesta, e representantes da candidatura que Guy Peixoto, que ainda se encontra na Europa. O assunto principal foi o termo de compromisso enviado pela Fiba. Os brasileiros fecharam questão e solicitaram alterações no documento que será enviado ainda nesta semana para a Suíça. Os candidatos aceitam que a Fiba acompanhe a nova gestão que toma posse no dia 10 de março e inclusive querem a participação presente do COB, Liga Nacional de Basquete e Ministério do Esporte na administração, mas não julgam certo perder o poder de decisão sobre as ações futuras. Recentemente, a Fiba suspendeu as outras duas federações internacionais. Em 2014, o Japão perdeu seu credenciamento por falhar e permitir que existissem duas ligas nacionais profissionais. Já em 2015, por interferência do governo do país, o México também foi suspenso. As duas punições só foram retiradas após negociação junto à Fiba, comitês olímpicos e o governo dos dois países. No modelo de gestão adotado, a Federação Internacional de Basquete se manteve presente por dois anos na administração do basquete japonês ao lado da federação local, e faz o mesmo com os mexicanos. O que Guy não aceita é que a Fiba tenha poder de decisão.
Globoesporte.com

Santos-AP e Botafogo abrem a Liga Ouro de Basquete em março
a tarde desta terça-feira (7), a Liga Nacional de Basquete (LNB) divulgou a lista dos times que estarão na Liga Ouro, que dá acesso ao Novo Basquete Brasil (NBB). Esta será a quarta edição da competição que contará com seis times, todos estreantes: Botafogo (RJ), Joinville (SC), Brusque (SC), Contagem Towers (MG), Blumenau (SC) e Santos, do Amapá (AP). Este é o maior número de equipes que a liga já teve até o momento. 
Além da definição dos times, a LNB também divulgou o jogo de abertura da Liga Ouro. A bola vermelha irá rolar no dia 3 de março com o jogo entre Santos-AP e Botafogo, no ginásio do Instituto Federal do Amapá (Ifap), às 20 horas (de Brasília). As equipes voltarão a se encontrar no dia 5, no mesmo local. O restante da tabela ainda será definido pela organização. 
Sistema de disputas
O sistema de disputa da primeira fase da Liga Ouro segue o mesmo dos anos anteriores, com os times jogando quatro vezes entre si em dois turnos. As rodadas serão realizadas com dois jogos do mesmo confronto por semana. Com isso, cada equipe disputará um total de 20 partidas na fase classificatória.Já nos playoffs haverá algumas mudanças com relação ao ano anterior. Na primeira fase avançam os quatro primeiros colocados para às semifinais da Liga Ouro, onde será disputada em uma melhor de cinco jogos, assim como na grande decisão da competição. O campeão do torneio garante o acesso ao NBB.
Globoesporte.com

Menino de 15 anos marca 92 pontos em jogo de basquete escolar nos EUA
Ele está apenas no Ensino Médio, ou melhor, no High School dos americanos. Mas já fez história no basquete. Nessa terça-feira, LaMelo Ball não pôde ser parado e carregou o Chino Hills, da Califórnia, na vitória sobre os Los Osos. Irmão mais novo do jogador da UCLA Lonzo Ball, o jovem talento de 15 anos anotou nada menos do que 92 pontos na partida, sendo 41 deles apenas no último quarto - vale lembrar que a parcial nas disputas escolares têm apenas oito minutos. Com o furacão LaMelo em quadra, os Hills bateram o rival por 146 a 123.  LaMelo acertou 30 dos 39 arremessos de dois pontos, mas não teve o mesmo aproveitamento da linha de três, de onde converteu "apenas" sete dos 22 tiros. Além dos pontos, o jogador deu sete assistências e pegou cinco rebotes, sendo quatro deles ofensivos.

O surpreendente feito de Ball ganhou repercussão entre astros do esporte americano, mas o menino preferiu dedicá-lo a uma pessoa especial. Lexi é irmã de um membro do time de dança da escola Chino Hills e precisa de um transplante de coração. Ela passou por uma cirurgia e é mantida viva por aparelhos.  LaMelo Ball tem acordo para defender o time da UCLA desde que tinha 13 anos e vai seguir os passos do irmão na universidade. Lonzo é uma das estrelas da UCLA e está cotado para ser a escolha número 1 do próximo draft da NBA. Eles têm outro irmão, LiAngelo, que também joga no High Scholl com LaMelo.
Globoesporte.com

Postado por Alexandre Cruxen- cruxen@gazetadosul.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações