Ajuda para gatinha resgatada

18/04/2017 16:03:04
Foto: Divulgação

“Venho trazer notícias da gatinha que ajudei a resgatar na semana passada, com suspeita de atropelamento. Ela ficou internada na Clínica Peti a Teti até hoje (dia 18 de abril) pela manhã e agora está no lar temporário. A Lolita, como foi batizada, ficou bastante traumatizada e bem provável que a pancada tenha sido na cabeça, pois ela tem um hematoma na região. Além disso, ela foram feitos pontos no corte que tinha perto da boca. Ela já levanta e come sozinha, mas ainda requer muitos cuidados, por isso está isolada em um espaço pequeno.

Como já tinha atualizado no post anterior (veja aqui), ela está prenhe e pela ultrassonografia que foi realizada, acredita-se que os filhotes estejam com aproximadamente 49 dias e todos estão bem! Lolita é uma gatinha guerreira e agora está tendo a chance de se recuperar longe das ruas. Logo terá seus bebês e com a idade adequada eles serão disponibilizados para adoção, assim como ela será castrada.

Os possíveis tutores da Lolita não foram localizados e por acreditar que se trate de uma gatinha de rua, venho pedir ajuda dos amigos para ajudar a quitar a conta dela na Clínica (valores aqui), ou ajudar com doações de ração, patês e tapetes higiênicos, que ela necessita até poder usar a caixa de areia. Qualquer ajuda é bem-vinda e ficaria muito grata com a colaboração dos amigos. Na situação em que ela se encontrava não pude virar as costas e agradeço por ela estar se recuperando.” Relato de Luisa Macuglia, protetora independente de Santa Cruz do Sul.

Postado por MICHELLE TREICHEL- michelle@gazetadosul.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações