Crescem denúncias de cavalos em terrenos baldios

04/11/2016 12:06:25
Foto: Divulgação

O Projeto Cavalo de Lata está recebendo diversas denúncias de animais presos nas esquinas, em terrenos baldios, sem água e jogados ao tempo, na chuva ou no sol. Em muitos locais, segundo a protetora Ana Paula Knak, tem mato alto, que pode esconder cobras e bichos venenosos. “Sem falar que ficam à mercê dos cães e de pessoas mal intencionadas que podem judiar dos cavalos”, conta.

Há poucos dias, um caso chamou a atenção bem no Centro de Santa Cruz do Sul, no Bairro Higienópolis, nas esquinas das Ruas Gaspar Silveira Martins e Francisco J. Kliemann. Relatos de vizinhos denunciam que o equino ficou por dias no terreno, onde os próprios moradores ofereceram água ao animal. “E assim como esse caso, recebemos vários outros, mas as pessoas têm medo de denunciar, por isso chamam a gente, pelo Projeto Cavalo de Lata.”

Desde 2014, já existe legislação que proíbe que animais como cavalos fiquem amarrados ou soltos em qualquer lugar (Lei Municipal nº 7.132, de 5 de novembro de 2014). Acesse o link para saber mais (aqui). As denúncias devem ser feitas diretamente na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, na Rua Galvão Costa, 708, em frente ao Parque da Oktoberfest. Os contatos podem ser feitos também pelo telefone (51) 3902-3611.

Postado por MICHELLE TREICHEL- michelle@gazetadosul.com.br

Comentários postados:

cristina Padilha
18/11/2016 23:52:43
posso adotar este cavalo ?
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações